Estilo de vida conectado e autônomo com a arquitetura intuitiva

Nos últimos anos, os avanços tecnológicos vêm revolucionando os meios de projetar residências, bem como a forma com que as pessoas se relacionam com o lar. É nesse contexto que emerge a arquitetura intuitiva, a qual impacta desde a criação de elementos construtivos até o desenvolvimento de smart houses. Confira abaixo!

Avanços tecnológicos na arquitetura

O maior tempo de permanência em casa, a ascensão do trabalho remoto e a ressignificação do lar impulsionaram a transformação do ambiente doméstico em um local conectado e com vivências mais amplas. Tecnologias imersivas, sustentáveis e de automação residencial, bem como a inteligência artificial, buscam assim promover um estilo de vida que otimiza demandas e rotinas.

Nesse sentido, recursos como realidade virtual contribuem para automatizar funções mecânicas, personalizar tarefas, produtos e espaços e reduzir a dependência de contato físico – aprimorando a experiência humana em ambientes construídos.

Esses avanços tecnológicos ampliam as possibilidades da arquitetura intuitiva, atrelada a um estilo de vida mais conectado, que utiliza a inteligência artificial para melhorar o conforto, a adaptabilidade e a autonomia dos lares, gerando mais tempo livre para os moradores e otimizando as experiências em residências contemporâneas.

Tecnologia intuitiva em estruturas e produtos domésticos

Para acompanhar esse movimento de tecnologias intuitivas em projetos arquitetônicos contemporâneos, diversas empresas vêm desenvolvendo produtos que integram a proposta das casas inteligentes e autônomas.

Um deles é um fogão de indução invisível desenvolvido pela empresa TPB Tech: uma solução que permite cozinhar diretamente no balcão da cozinha, em uma superfície lisa sem vidro ou fonte de calor aparentes. Incorporado a uma bancada de cerâmica e controlado por voz, o produto é a primeira superfície tecnológica com indução integrada sobre a qual é possível preparar refeições.

Já pesquisadores da Faculdade de Computação e Ciência da Informação da Universidade Cornell desenvolveram o VibroSense, dispositivo de inteligência artificial que rastreia e analisa vibrações pela casa e 18 tipos de atividades domésticas. Ao identificar e categorizar eletrodomésticos e seus diferentes estágios de usos, de acordo com as vibrações emitidas por eles (desde uma torneira pingando até uma chaleira elétrica com água fervendo), o VibroSense ajuda os moradores a monitorar o consumo de energia à maneira das smart houses.

Seguindo a mesma linha de produtos da tecnologia intuitiva, a Samsung lançou uma série de aparelhos de lavanderia, com inteligência artificial que identificam padrões de comportamento dos usuários, como a Lava e Seca WD17T e a Lavadora WF18T.

Elas conseguem detectar aspectos como nível de sujeira ou peso das roupas e, a partir disso, sugerem tipos de lavagem e secagem personalizados, assim como a quantidade de água e sabão mais adequada. Os produtos permitem ainda que os ajustes de preferências e o controle das lavagens sejam feitos via smartphone.

Leia mais sobre novas tecnologias residenciais

Estruturas autônomas da impressão 4D

Enquanto ainda se exploram as possiblidades da impressão 3D na arquitetura e na construção civil, a tecnologia 4D se destaca como um recurso de fabricação digital no qual a dimensão temporal é um diferencial. Nela, materiais impressos podem se modificar ou se movimentar de forma autônoma, graças a propriedades intrínsecas que reagem a estímulos do ambiente.

Para isso são utilizados os chamados “materiais inteligentes”, sólidos com formas, cores e outros aspectos que, quando em contato com certas condições de luz, umidade, calor, pressão ou magnetismo, movem-se ou mudam, podendo dobrar, inchar ou encolher, dependendo do estímulo.

A partir da programação da matéria, a impressão 4D possibilita a criação de estruturas como encanamentos de drenagem ou redes de esgoto que se contraem ou expandem de acordo com o fluxo. A evolução dessa tecnologia pode representar para a construção civil um significativo salto do atual contexto de estruturas rígidas e estáticas para uma realidade na qual elementos estruturais serão dinâmicos e autônomos.

Residências inteligentes e adaptáveis

Em relação às residências adaptáveis, um exemplo de arquitetura intuitiva são as casas inteligentes projetadas pelo iraniano Sajjad Navidi para a vila de Ganvie, na África – região com frequente oscilação do nível do mar.

Para adaptar as moradias do local ao curso da maré, o arquiteto projetou moradias de 25m² e 50m² inspiradas na anatomia do peixe baiacu, que infla e desincha diante da presença de predadores. De maneira análoga, o sistema flutuante das residências possibilita que elas encham ou esvaziem em reação ao nível do mar e às condições climáticas, por meio de sensores.

Quando o nível da água está alto, bem como em dias chuvosos, um ventilador enche de ar uma espécie de balão que permite que a casa acompanhe a subida da superfície. Já em caso de tempestades e clima intenso, o sensor de impacto da casa ativa, na base de sua subestrutura, poros que permitem a entrada de água na pele do balão, para elevar o peso e evitar danos ou dispersão das residências. Em condições climáticas estáveis, a película do balão se fecha e o sistema se assemelha a casas convencionais com telhados planos.

Além de toda a tecnologia intuitiva que adapta a residência de acordo com o comportamento da maré, as casas inteligentes projetadas por Sajjad Navidi integram um sistema que produz eletricidade a partir das ondas do mar e, na parte superior, painéis fotovoltaicos flexíveis que captam energia solar.

Em sintonia com tendências mundiais, o inconfundível BIOOS se destaca como um dos imóveis-arte da Laguna que aprimoram a experiência dos ocupantes por meio de inúmeros recursos tecnológicos. Estes proporcionam mais conforto, segurança, praticidade e autonomia no dia a dia.

Torre BIOOS Home, dedicada a moradias senior living
BIOOS

Na torre BIOOS Home, dedicada a moradias senior living, alguns dos diferenciais que irão agregar inovação e comodidade à rotina serão: tomada inteligente para fogão elétrico com desligamento automático, botão S.O.S, fechadura eletrônica na entrada dos apartamentos, persianas motorizadas com previsão de automação em algumas unidades e interfone com sistema de vídeo.

No site da Laguna, confira mais diferenciais tecnológicos e de conforto, saúde e bem-estar desse projeto inédito! Visite também a Praça BIOOS, espaço inconfundível para brincar com as crianças, passear com o pet, realizar atividades físicas ou participar de aulas de yoga às terças e quintas, às 17h. O local abre diariamente das 9h às 19h30 na Av. João Gualberto, 1276, e fica disponível até o fim de maio.

Fonte: Vogue e ArchDaily

Related Posts

  1. Entenda como funciona a telha solar
  2. BARRA DE LIMPEZA FACIAL - B.O.B
Desde 1996, a Construtora e Incorporadora Laguna vem desenvolvendo empreendimentos únicos, que possuem arquitetura diferenciada e design inovador. Além disso, somos a construtora com mais projetos sustentáveis do Sul do país. Visite nosso site e saiba mais: http://construtoralaguna.com.br/

Conheça mais sobre a Laguna

Deixar um comentário