Os benefícios à saúde do convívio entre sêniores e pets

sêniores e pets no convívio do dia a dia

A convivência entre os humanos e os animais prolonga-se por milhares de anos, da pré-história ao mundo contemporâneo. Segundo o livro “O poder curativo dos bichos: como aproveitar a incrível capacidade dos bichos de manter as pessoas felizes e saudáveis”, quanto maior é o vínculo com o animal, maiores serão os benefícios proporcionados por esse convívio. Confira abaixo reflexos positivos que a convivência entre sêniores e pets promove à saúde e ao bem-estar.

Humor e saúde mental

O ato de brincar com um gato ou cachorro tem um forte potencial de proporcionar benefícios aos idosos, como a melhoria da memória, do humor e do ânimo, a diminuição da ansiedade, a sensação de tranquilidade e o aumento dos níveis de serotonina.

Uma pesquisa realizada pela Universidade do Contestado com 51 idosos na faixa etária de 60 a 84 anos identificou que o convívio entre esses sêniores e seus pets, além de oferecer companhia e um passatempo na rotina, gerava a sensação de segurança e alegria.

Segundo a tese “Interação humano-cão: o social constituído pela relação interespécie”, o convívio com animais promove reflexos positivos no autoconceito, no comportamento, no exercício de responsabilidades e no desenvolvimento de habilidades.

O convívio com animais de estimação é fundamental para proporcionar bem-estar e diminuir o estresse no dia a dia, especialmente nesse período da vida em que há maior tendência de as pessoas sentirem-se sozinhas, como salienta o artigo “Os benefícios da Terapia Assistida por Animais”.

Mais disposição

Os benefícios da convivência entre sêniores e pets

Por estimular práticas saudáveis na rotina, o convívio entre sêniores e pets favorece também a disposição. Por exemplo, o simples ato de caminhar com o pet já é suficiente para beneficiar a saúde mental e promover a sensação de bem-estar.

Sair para passear com o animal de estimação faz com que o cérebro trabalhe para responder a estímulos sonoros, visuais, táteis e olfativos e promove a prática de um exercício, a caminhada. Assim, é uma atividade que proporciona benefícios diretos à saúde, como a redução da glicemia, do colesterol e da pressão arterial.

Tais reflexos na saúde foram constatados por um estudo britânico divulgado no Journal of Epidemiology and Community Health (Revista de Epidemiologia e Saúde Comunitária), que comprovou que sêniores que possuem cachorros se exercitam com mais frequência, mesmo em dias não ensolarados, sendo a presença dos pets um forte incentivo a práticas saudáveis na rotina e à melhoria da autoestima.

O estudo americano “Relationships between dog ownership and physical activity in postmenopausal women” (“Relações entre a posse de cães e atividade física em mulheres na pós-menopausa”) investigou a relação entre mulheres na pós-menopausa possuírem um cão e praticarem atividades físicas. Em comparação às mulheres que não tinham um cachorro, as mulheres donas de cães apresentaram maior capacidade de fazer caminhadas – 150 minutos semanais ou mais – e 14% menos chance de sedentarismo.

Segurança e autonomia

Outra vantagem do convívio entre sêniores e pets é o fortalecimento da atenção e do estado de alerta no dia a dia, conforme aponta o estudo “Interação humano-cão”, citado anteriormente.

Ter um animal em casa estimula uma maior atenção. Por isso, animais de estimação são considerados por muitos idosos como “sistemas de alarme”, que geram a sensação de segurança, zelo pela casa e afeto, como demonstra levantamento realizado no estudo “O poder curativo dos bichos”. Assim, sêniores donos de cães sentem-se mais tranquilos na presença de seus companheiros.

Para as mulheres sêniores que responderam à pesquisa, essa vantagem também proporciona maior confiança e autonomia para permanecer na própria casa, para passear por lugares desconhecidos ou à noite e para realizar pequenas tarefas na rotina, na companhia de seus cachorros de estimação.

Dessa forma, o convívio entre sêniores e pets é um fator benéfico para os indivíduos 60+ como um todo, capaz não só de elevar a sensação de segurança como também de gerar maior independência, tranquilidade, autoconfiança e sensação de bem-estar em suas rotinas e residências.

Convívio e interações

Bem-estar promovido pela convivência entre sêniores e pets

Em paralelo aos frequentes passeios com o cão, as caminhadas proporcionam aos idosos proprietários de pets um fator fundamental para a saúde: interações sociais.

Além de possibilitar a conexão com a natureza e com o exterior, passear com o cachorro permite conhecer novas pessoas e lugares, estimulando a comunicação e o contato social, fundamentais para manter o cérebro ativo, e podendo levar à construção de novos laços, como ressalta um estudo realizado na Suíça.

Colaborando para a manutenção da vida social do idoso, ter a companhia de um cão fortalece a saúde física e mental, fatores que contribuem para uma maior qualidade de vida – como aponta o estudo “Efeitos do convívio domiciliar com cães de estimação na saúde de idosos”.

Prevenção de doenças

Entre os benefícios mentais promovidos pelo convívio entre sêniores e pets está a prevenção de diversos problemas. O estudo “Interação humano-cão” aponta que a presença de animais auxilia no combate à depressão e ao isolamento, estimulando maior disposição.

Tutores de gatos e cachorros na fase de senilidade enfrentam menos problemas ligados a depressão, pressão sanguínea, capacidade motora e frequência cardíaca – principalmente graças à prática de exercícios na companhia do pet.

A terapia com cães voltada a idosos é citada no estudo “Efeitos do convívio domiciliar com cães de estimação na saúde de idosos” como um método capaz de regular níveis de pressão e o padrão cardiovascular, elevar o estado apático e o comportamento social e reduzir sentimentos de tristeza, solidão e sintomas depressivos. Segundo estudo da Universidade de Cambridge, o convívio com cães de estimação reduz em 36% a chance de o idoso sofrer de solidão.

Por compreender a importância que os pets têm na rotina dos sêniores e os benefícios que esse convívio proporciona à saúde, a Laguna projetou um Pet Place na torre residencial do complexo BIOOS, empreendimento que oferece apartamentos senior living, além de diversas áreas de lazer e saúde para o público 60+. No Espaço Pet, os moradores poderão desfrutar de especiais momentos de diversão e bem-estar com seus pets e com outros moradores.

Espaço para pets no BIOOS
PETPLACE – BIOOS HOME

Além disso, entre suas duas torres, o BIOOS contará com um MALL que irá possibilitar pausas para um café, para o convívio e para passear com o pet em ambientes amplos, arejados e cercados de verde. Acesse a página desse inconfundível empreendimento que dá um passo rumo ao futuro unindo saúde, bem-estar, medicina e moradias senior living e confira mais detalhes do projeto!

Fonte: Estação Pet e Gazeta do Povo

Related Posts

  1. Contato com a natureza para uma vida feliz
Desde 1996, a Construtora e Incorporadora Laguna vem desenvolvendo empreendimentos únicos, que possuem arquitetura diferenciada e design inovador. Além disso, somos a construtora com mais projetos sustentáveis do Sul do país. Visite nosso site e saiba mais: http://construtoralaguna.com.br/

Conheça mais sobre a Laguna

Deixar um comentário