Imóveis de alto padrão seguem em ascensão

fachada-rua-flavio-dallegrave

A aquisição de imóveis é um investimento seguro, capaz de proporcionar uma das melhores rentabilidades para quem busca diversificar a carteira. De acordo com a Brain Inteligência Estratégica, a valorização de ativos imobiliários rende 124% acima do Certificado de Depósito Interbancário (CDI), em comparação aos principais índices do mercado financeiro. Esse é um dos motivos que mantém o segmento aquecido mesmo após os desafios de 2020.

Imóveis de alto padrão em ascensão

O mercado da incorporação imobiliária foi um dos poucos que manteve o ritmo de produção, vendas e resultados positivos mesmo diante do cenário de incertezas causado pela pandemia. Para imóveis de médio e alto padrão, o balanço divulgado pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) aponta o melhor resultado em seis anos.

Em julho de 2020, o total de unidades vendidas no segmento foi 34,8% maior que o do mesmo mês em 2019. Esses dados ratificam os divulgados pela FipeZap, que apontam que a venda de imóveis residenciais subiu 0,53% entre agosto e setembro – maior alta mensal dos últimos anos.

Com 25 anos de atuação no mercado de imóveis de alto padrão, a Construtora Laguna alcançou em 2020 um total de R$ 154,6 milhões no valor geral de vendas bruto, o que representa um crescimento de 18,9% em relação a 2019.

De acordo com o CEO da Laguna, Gabriel Raad, o grande destaque desse cenário foi o imóvel-arte PINAH. “O empreendimento foi lançado em dezembro, e tivemos 50% das unidades vendidas em apenas 30 dias. Hoje estamos com 80% das unidades do produto comercializadas”, conta Raad.

Na avaliação do executivo, entre os fatores que aqueceram as vendas do PINAH, estão: o fato do empreendimento ser o primeiro do Brasil com a certificação WELL; sua localização privilegiada; e o aumento da procura por imóveis de luxo.

“O MAI Terraces também merece destaque. Com entrega para o segundo semestre de 2022, há apenas duas unidades disponíveis. O produto tem 38 unidades, ou seja, está 95% comercializado”, completa.

Edifício MAI Terraces vista completa – LAGUNA
MAI TERRACES

O CEO reforça ainda que outro dos aspectos que têm feito parte do atual cenário é o aumento da demanda por imóveis com estilo de vida focado em bem-estar, cujos consumidores estão dispostos a pagar por locais mais saudáveis para viver.

No Brasil, de acordo com a Abrainc, o forte aquecimento do mercado imobiliário tende a se manter em 2021. A associação aponta que 97% dos empresários do setor pretendem lançar projetos nos próximos 12 meses e 92% comprarão terrenos.

Do total de entrevistados da pesquisa, 87% informaram aumento nas vendas no terceiro trimestre de 2020. Nas empresas com foco no segmento de médio e alto padrão, a expansão foi de 90%.

“Acreditamos que esta tendência pela busca de imóveis com maior tamanho e mais qualidade veio para ficar e que a expectativa do mercado é de que os próximos anos serão bons para o setor”, finaliza o Diretor de Incorporação da Laguna, André Marin.

Balanço

No balanço de 2020, dos quase R$ 155 milhões comercializados pela Laguna, 75% correspondem a empreendimentos na planta, com previsão de entrega entre o segundo semestre de 2021 e 2023. “Dentro do nosso segmento (luxo e superluxo), é possível afirmar que fomos a empresa do setor que mais vendeu em Curitiba”, comemora Gabriel Raad.

Para a Laguna, os bons resultados mesmo diante da pandemia provêm, além dos fatores externos e de mercado, do fortalecimento e das estratégias de vendas online.

O número de atendimentos online triplicou graças ao maior engajamento das equipes de vendas nos meios digitais para captação de novos clientes (online e offline) e ao significativo aumento das interações nas redes sociais.

Em 2020, as vendas líquidas com origem nos canais online tiveram aumento de mais de 120% em comparação a 2019. Algumas unidades foram 100% apresentadas, negociadas, vendidas e assinadas digitalmente.

“São moradias com valor acima de R$ 7 milhões, vendidas totalmente online. Creio que essa foi uma grande novidade para o setor imobiliário no período da pandemia”, avalia André Marin. O diretor também destaca fatores socioeconômicos que devem favorecer o mercado imobiliário este ano:

“As fronteiras fechadas, que bloquearam viagens, forçaram a diminuição dos gastos e dificultaram investimentos no exterior, também estimularam o segmento. E temos, ainda, o enorme avanço do home office. Ao começar a trabalhar de casa e viver mais a residência, profissionais com maior poder aquisitivo decidiram investir mais em moradia”, analisa Marin.

Lançamentos

Em março, a Abrainc realizou, em parceria com a Brain Inteligência Estratégica, o webinar “Expectativa do Mercado Imobiliário na Região Sul do Brasil”, em que apresentou estudo sobre o déficit habitacional.

Em recorte da pesquisa, realizada com 600 pessoas em fevereiro, 35% dos entrevistados declararam ter intenção de comprar imóveis nos próximos dois anos, 18% visitaram apenas o imóvel que efetivamente compraram e 48% possuem preferência por imóveis novos. Entre estes últimos, 32% preferem residenciais novos e prontos, enquanto 16% optam por imóveis na planta.

De olho na demanda, a Laguna irá lançar em agosto o imóvel-arte BIOOS. Num único terreno, duas torres estarão dispostas:

  • A BIOOS HEALTH, que será destinada principalmente à saúde, com consultórios médicos e espaços comerciais, e pretende receber também um Centro de Diagnóstico por Imagem e um Hospital-Dia – local destinado à realização de procedimentos clínicos, cirúrgicos e terapêuticos de baixa complexidade.
  • E a torre BIOOS HOME, que, por sua vez, irá abranger apartamentos projetados para simplificar o dia a dia do público sênior. Seus ambientes irão conciliar conveniências e uma rotina de atividades de lazer e vivência em comunidade.
imóveis de alto padrão para o público sênior - LAGUNA

Além de serviços de limpeza, organização e reparo das unidades, os moradores contarão com assistência básica de saúde e atendimentos de cuidado pay-per-use.

Também no segundo semestre a Laguna irá lançar o VAZ Batel. Localizado na Avenida Vicente Machado, o empreendimento terá uma proposta inovadora, urbana e contemporânea, com tecnologia, arte, serviços, conveniência e apartamentos de 50 m² a 80 m².

Conteúdos relacionados

  1. Foto dos Edifícios de Curitiba
  2. Fachada do Bioos - Alto da Glória
  3. Mulher senior praticando exercícios físicos - LAGUNA
  4. ônibus vermelho característico de Curitiba - LAGUNA
  5. realidade virtual sendo usada em prol da medicina
  6. Foto ampla de curitiba com prédios em dia de céu aberto

Desde 1996, a Construtora e Incorporadora Laguna vem desenvolvendo empreendimentos únicos, que possuem arquitetura diferenciada e design inovador. Além disso, somos a construtora com mais projetos sustentáveis do Sul do país. Visite nosso site e saiba mais: http://construtoralaguna.com.br/

Conheça mais sobre a Laguna

Deixar um comentário