Curitiba verde: plantio de árvores, cuidados e benefícios

Os benefícios do plantio de árvores nas metrópoles

Sabe-se que o plantio de árvores desempenha um papel essencial no equilíbrio ecológico. Não à toa, uma das recomendações da ONU é que as cidades tenham, pelo menos, 12 m² de área verde por habitante.

Em Curitiba, eleita a cidade mais sustentável da América Latina, há mais de 60 m² de área verde por pessoa, o que proporciona diversos benefícios à capital e aos moradores. Confira a seguir mais detalhes!

Plantio de árvores em Curitiba

Reconhecida como uma “cidade verde”, Curitiba tem aproximadamente 330 mil árvores entre mais de 43 parques, 900 praças e 14 espaços de conservação. O plantio de árvores é responsável por grande parte da extensa área verde da capital, que a torna referência em desenvolvimento sustentável.

A eficácia do plantio se deve, em boa parte, ao “Desafio 100 Mil Árvores para Curitiba”, uma ação adotada pela prefeitura, em parceria com a população, que distribui mudas gratuitas em todas as regionais. Para expandir ainda mais a vegetação da capital paranaense, toda sua estrutura urbana foi pensada previamente para receber as mudas doadas à comunidade.

Nativas do estado, as espécies têm sido cultivadas como forma de engajar a população nas causas ambientais e beneficiar o clima, o ecossistema e a qualidade de vida na cidade. Para plantar as mudas em local público, basta consultar a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, que informa qual árvore é mais adequada para cada região.

Monitoramento das árvores

As ações do “Desafio 100 Mil Árvores para Curitiba” não se limitam à entrega de mudas. Profissionais do Horto Municipal da Barreirinha realizam vistoriais frequentes para assegurar o crescimento saudável das espécies cultivadas. Alguns dos cuidados observados são a adubação do solo, o espaçamento adequado entre as mudas e a retirada de árvores debilitadas.

A parte de podas e cortes em Curitiba fica a cargo do Departamento de Produção Vegetal, que realiza o acompanhamento periódico nas regiões onde se encontram as árvores maiores e mais antigas. Já nas praças e parques da cidade, o monitoramento das espécies é responsabilidade do Departamento de Parques e Praças.

Monitoramento do plantio e tratamento das árvores

Além de minimizar quedas e consequentes danos, as podas servem para equilibrar a frutificação e o crescimento da planta e ajudam a minimizar o contato das espécies com as redes telefônica e elétrica. A retirada de árvores das vias públicas, por sua vez, é feita quando a espécie apresenta risco iminente de queda, devido a alguma patologia da planta.

Benefícios de uma cidade arborizada

O plantio de árvores nas cidades é uma prática imprescindível para o desenvolvimento socioambiental. Ele gera importantes benefícios para o meio ambiente, o município e os habitantes:

  • Qualidade do ar: um estudo divulgado pelo Arbor Day Foundation constatou que uma única árvore produz o volume de oxigênio necessário para 10 pessoas. Além disso, as árvores reduzem significativamente a poluição, visto que suas folhas atuam como filtros dos poluentes atmosféricos.

Dessa forma, além de absorver o CO2, as árvores contribuem com a manutenção do ar puro nas cidades.

O plantio de árvores em Curitiba engaja a população
  • Saúde pública: o cultivo de espécies vegetais também contribui para a saúde pública das cidades. Isso porque a filtragem realizada pelas árvores ajuda a remover impurezas que causam problemas respiratórios na população.

Uma pesquisa divulgada pela American Heart Association relacionou a qualidade do ar em áreas vegetadas com a longevidade dos habitantes. O estudo constatou que o aumento de 12,5% de vegetação urbana evitou, entre 100 mil adultos, 13 óbitos por complicações cardíacas.

  • Conforto termoacústico: outra vantagem proporcionada pelo plantio de árvores é a redução de ruídos, pois elas funcionam como barreiras de absorção do som, minimizando a poluição sonora nas cidades.

O conforto térmico é mais um benefício da vegetação, que reduz os efeitos da ilha de calor e a retenção de altas temperaturas. Graças ao processo de evapotranspiração, as espécies liberam água em forma de vapor, gerando frescor às regiões em que são cultivadas. A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos aponta que uma região sombreada chega a ser até 7 °C mais fresca.

  • Sequestro de carbono: um dos reflexos ambientais positivos do plantio de árvores se refere ao sequestro de carbono. Uma só árvore é capaz de reter 180 kg de CO2 que seriam lançados na atmosfera, pois seu tronco é 80% composto de carbono. Já um hectare de área arborizada consegue reter de 150 a 200 toneladas de CO2 do ar, segundo o Instituto de Biologia da Unicamp.

Além de todos esses benefícios, a presença de árvores na cidade ajuda a absorver a água da chuva, reduzindo os riscos de enchentes, e a preservar a biodiversidade nos centros urbanos.

Fonte: Prefeitura de Curitiba, Super Abril, Ciclo Vivo e SustentArqui

Posts relacionados

  1. Saiba quais são os projetos arquitetônicos mais aguardados de 2022
Desde 1996, a Construtora e Incorporadora Laguna vem desenvolvendo empreendimentos únicos, que possuem arquitetura diferenciada e design inovador. Além disso, somos a construtora com mais projetos sustentáveis do Sul do país. Visite nosso site e saiba mais: http://construtoralaguna.com.br/

Conheça mais sobre a Laguna

Deixar um comentário