Plástico compostável criado nos EUA se decompõe após 14 dias

Plástico compostável sendo utilizado na prática

Uma das questões que mais gera inquietação nos ambientalistas é o alarmante nível de consumo de plástico da sociedade atual, fenômeno que contribui para a poluição e para o aquecimento global.

Mesmo os plásticos biodegradáveis – que em sua maioria são produzidos com fontes vegetais – não possuem tempo de decomposição tão inferior aos convencionais. Para tentar solucionar essa problemática, um grupo de cientistas criou um plástico compostável que se degrada mais rápido. Confira abaixo.

Plástico compostável

Uma das alternativas criadas para reduzir o consumo de plástico são os modelos biodegradáveis, como o plástico PLA. Ele é produzido por meio do poliácido láctico (PLA), também conhecido como ácido poliláctico, material composto por base vegetal, na maioria das vezes amido de milho.

Os plásticos biodegradáveis comuns decompõem-se mais rápido que os convencionais, mas, apesar da proposta ecológica, a decomposição não é tão ágil quanto a de resíduos orgânicos. Além disso, boa parte desses plásticos acabam indo para aterros sanitários, onde contaminam o lixo orgânico.

Tendo isso em vista, cientistas do Lawrence Berkeley National Laboratory e da The University of California, Berkeley criaram um plástico compostável que em sua composição leva enzimas que decompõem o material e removem micropartículas poluentes. O estudo foi publicado na Nature, revista científica mais reconhecida e citada do mundo.

Portal de entrada da Universidade da Califórnia

Decomposição do plástico compostável

No contato com água e calor, uma enzima remove a cobertura do polímero plástico e tritura os blocos de construção do plástico compostável. Dessa forma, a embalagem de polímero decompõe-se em até duas semanas, em um processo que elimina os microplásticos – um dos grandes responsáveis pela poluição ambiental.

O estudo dos cientistas de Berkeley ainda aponta que, com adição de água e calor e à temperatura ambiente, 80% do polímero PLA degrada-se em cerca de uma semana. Quando exposto a 50°C e a condições de compostagem industrial, o material se decompõe em seis dias.

Nas mesmas condições e a 40°C, a policaprolactona (PCL) degrada-se em um período ainda menor: dois dias. Para o plástico decompor-se inteiro, são necessárias até duas semanas. A hipótese dos cientistas do Laboratório de Berkeley é que, quanto mais altas são as temperaturas, mais rápida é a decomposição do plástico compostável.

Como funciona a decomposição do plástico compostável

Resíduos plásticos podem levar mais de 400 anos para se decompor, conforme aponta material informativo do Ministério do Meio Ambiente. Esse tempo varia de acordo com o tipo de plástico. Sacolas, por exemplo, levam 20 anos, enquanto canudos levam 200 anos, e garrafas plásticas 450 anos.

Assim, com a aplicação do mesmo método em outros tipos de plástico, essa versão compostável pode ser utilizada para substituir modelos convencionais e descartáveis. Dessa forma, será possível preservar o meio ambiente e reduzir consideravelmente – de séculos para semanas – o tempo de decomposição desses resíduos.

Construtora com mais projetos sustentáveis do Sul do Brasil, a Laguna tem a sustentabilidade e a preservação dos recursos naturais como seus principais pilares e aplica-os em cada um dos seus imóveis-arte.

Em seus projetos, a incorporadora integra medidas como geração e destinação correta de resíduos, uso de materiais regionais e recicláveis e consumo racional de água.

Conteúdos relacionados

  1. Mulher separando lixo orgânico - LAGUNA
  2. Pessoa cuidando de orquídeas para o cultivo - LAGUNA
  3. Hotel flutuante sustentável
  4. Mulher fazendo uso do Low Touch economy no dia a dia
  5. Mulher com xícara na mão aproveitando conforto térmico dentro de residência
  6. Mulher escolhendo plantas para iniciantes - LAGUNA
  7. PISCINAS COBERTAS E AQUECIDAS – PINAH
Desde 1996, a Construtora e Incorporadora Laguna vem desenvolvendo empreendimentos únicos, que possuem arquitetura diferenciada e design inovador. Além disso, somos a construtora com mais projetos sustentáveis do Sul do país. Visite nosso site e saiba mais: http://construtoralaguna.com.br/

Conheça mais sobre a Laguna

Deixar um comentário