Curitiba ao ar livre: 5 espaços para conhecer no verão

Jardim Secreto

Curitiba é uma capital reconhecida pela área verde. Ao todo são mais de 400 praças e 33 parques e bosques da rede municipal, além de espaços públicos de iniciativa privada ou dos próprios moradores da cidade. Nessa dimensão, alguns lugares ficam escondidos entre os cartões postais de visita à Curitiba, mas se destacam pelos detalhes e iniciativas inovadoras.

Separamos cinco espaços ao ar livre que são pouco conhecidos pelos curitibanos, mas cada um com particularidades que encantam e valem a visita.

Jardim Secreto

Jardim Secreto

A pandemia do coronavírus não deixou apenas más consequências na cidade. Logo que as restrições começaram, em março, muitas pessoas passaram a olhar mais para suas casas e vizinhança. Foi assim que cinco vizinhos uniram esforços no bairro Vista Alegre para transformar um espaço ocioso de vegetação em um jardim colaborativo, que nomearam Jardim Secreto.

Um vizinho que tem uma loja de molduras levou algumas para o jardim, outra, que trabalha com tintas, pintou as molduras. A moradora que gosta de plantas levou espécies frutíferas, flores e folhagens. Outro, habilidoso com as palavras, escreveu mensagens inspiradoras em plaquinhas coloridas. O vizinho que tem prática com atividades manuais ergueu um pergolado de madeira e pendurou balanços nas árvores.

“Cada vizinho pegou sua criatividade e colocou ali”, destaca uma das idealizadoras, Cris Sikorski. De materiais reutilizados e ações coletivas, se faz o Jardim Secreto, com espaços para sentar, gelateca colaborativa e pequenos detalhes que tornam o lugar especial para visita. Fica na Rua Arthur Leinig e é aberto aos sábados e domingos, das 15h às 18h.

Instagram: @jardimsecretoctba

Chafic Curi Boulevard

Chafic Curi Boulevard

Na mesma vizinhança, a uma quadra do Jardim Secreto, a Rua Dep. Chafic Curi se tornou a enfeitada e inspiradora Chafic Curi Boulevard. Um episódio de assalto na rua, em 2016, levou à união dos moradores, que transformaram a rua de quadra única não apenas em um espaço de convivência, mas de atração na cidade. O trecho é decorado com floreiras, jardins, trabalhos artesanais, frases inspiradoras, balanços para sentar e gelateca colaborativa.

Instagram: @chafic.curi.boulevard

Santuário Schoenstatt

Santuário

Apesar de existir há 35 anos e receber visitantes todos os dias, o Santuário de Schoenstatt Tabor Magnificat, localizado no Campo Comprido, não é tão conhecido entre os curitibanos. A congregação faz parte do Movimento Apostólico de Schoenstatt, pertencente à Igreja Católica Apostólica Romana, fundado em 1914, em Schoenstatt, na Alemanha.

A capela é uma das 23 que existem no Brasil, todas iguais à original alemã. No entorno do santuário, o visitante encontra um bosque composto de araucárias e espécies de flores como azaleias, beijinhos e cravos. É aberto todos os dias, das 7h30 às 18h30, na Rua Padre José Kentenich, 550. As missas presenciais têm acontecido com o limite de 90 pessoas, de segunda a sexta-feira, às 17h; sábados às 16h; e domingo às 8h30 e 16h.

Instagram: @santuariodeschoenstattcuritiba

JARDIM PINAH

Jardim PINAH

Inaugurado em outubro, o Jardim PINAH é um espaço verde ao ar livre de mais de 3 mil m² em área urbana, na Alameda Presidente Taunay com a Rua Saldanha Marinho, próximo à Praça da Espanha.

Mantido pela Construtora Laguna, o Jardim foi projetado para oferecer um ambiente natural e público à cidade onde, este ano, será construído o edifício PINAH, da construtora. “É um espaço ao ar livre, ambiente cada vez mais procurado no meio urbano. Bem localizado, onde as pessoas podem ter um respiro em meio a esse agito da cidade, ter um contato com a natureza”, destaca o Diretor de Incorporação da Laguna, André Marin.

O Jardim foi projetado pelo paisagista Felipe Reichmann, e além da vegetação nativa do terreno, onde estão presentes 13 araucárias, o espaço também contempla comedouro para pássaros, parquinho para crianças, área para pet e viveiro de mudas, onde é possível pegar mudas de temperos regularmente repostas pela construtora.

No gramado, é permitido estender toalhas, fazer piqueniques e estão sendo planejados eventos como aulas de yoga ao ar livre. A visitação é aberta todos os dias, das 9h às 18h30. O espaço é cercado e monitorado por câmeras.

Bosque de Portugal

Bosque de Portugal

Outra opção de lazer ao ar livre em Curitiba é o Bosque de Portugal, inaugurado em 1994 em visita do presidente português à época, Mário Soares, para homenagear a colonização e herança cultural portuguesa no Brasil.

A principal atração do parque é um caminho de pedras chamado Alameda dos Cantares, onde há 20 pilares com réplicas de azulejos tipicamente portugueses, nos quais estão inscritos versos de importantes poetas luso-brasileiros, como Fernando Pessoa, Luiz de Camões, Antero de Quental, Carlos Drummond de Andrade, Gonçalves Dias, Sá Carneiro, Florbela Espanca, Manuel Bandeira, Cecília Meirelles, Olavo Bilac, Sophia de Mello Breyner e Mário de Andrade.

São mais de 20 m² de mata nativa, onde é possível apreciar aves como saracuras, sabiás, tico-ticos, corruíras e espécies da flora como araucárias, pitangueiras, aroeiras e ipês. O espaço também é composto de pista de corrida e abriga o Memorial da Língua Portuguesa.

O portal de acesso ao Bosque fica na Rua Fagundes Varella com a Rua Osório Duque Estrada, no Jardim Social, onde foi construído um painel decorativo com desenhos de ondas e uma caravela, que fazem alusão às grandes navegações portuguesas. Abre todos os dias da semana, das 7h às 21h.

Créditos: Gazeta do Povo

Related Posts

  1. Árvores
  2. Curitiba
  3. Pássaro
  4. Curitiba
Desde 1996, a Construtora e Incorporadora Laguna vem desenvolvendo empreendimentos únicos, que possuem arquitetura diferenciada e design inovador. Além disso, somos a construtora com mais projetos sustentáveis do Sul do país. Visite nosso site e saiba mais: http://construtoralaguna.com.br/

Conheça mais sobre a Laguna

Deixar um comentário