China inaugura estrada solar e promete reduzir os índices de poluição no país

China inaugura estrada solar e promete reduzir os índices de poluição no país - Construtora Laguna

As estradas solares já são uma realidade e chegam para mudar o futuro. O primeiro projeto surgiu na França, e logo depois a Holanda seguiu o exemplo e desenvolveu uma ciclovia solar, apresentando ótimos índices de aproveitamento da energia e redução de emissão de gases poluentes.

Agora é a vez da China apostar nessa tecnologia sustentável. No ano passado, o país, considerado o maior emissor mundial de gases propulsores do efeito estufa, inaugurou um trecho de 2 km da sua estrada fotovoltaica, capaz de gerar 1 milhão de kWh por ano.

 

China inaugura estrada solar e promete reduzir os índices de poluição no país - Construtora Laguna

Na prática, esta energia é capaz de carregar as baterias de carros elétricos enquanto eles circulam, alimentar painéis iluminados e gerar capacidade energética para abastecer 800 casas por até 1 mês.

A estrada fica na cidade de Jinan, capital da província de Shandong, e demorou 10 meses para ficar pronta. O investimento dos asiáticos em projetos de energia renovável é contundente: até 2020, a China pretende investir US$ 360 bilhões no setor.

China inaugura estrada solar e promete reduzir os índices de poluição no país - Construtora Laguna

Segundo a mídia estatal chinesa, “os painéis fotovoltaicos se parecem com pedaços de vidro e têm a capacidade de gerar eletricidade sob a luz solar. Estradas fotovoltaicas podem liberar energia para veículos elétricos e são capazes de derreter imediatamente a cobertura de neve no inverno na estrada”.

 

COMO FUNCIONA

Desenvolvida pela Qilu Transportation Development Group, a rodovia sustentável tem 6 pistas e conta com uma área de 5.875 m² de painéis solares.

O piso da nova estrada tem 3 camadas: uma isolante na parte inferior, uma de painéis fotovoltaicos no centro, que transformam a luz em energia, e sobre elas o concreto transparente.

 

China inaugura estrada solar e promete reduzir os índices de poluição no país - Construtora Laguna

 

O projeto também pretende usar a tecnologia para iluminação da rodovia, em letreiros digitais e, como visto, em um sistema de derretimento de neve. Futuramente, a estrada deve ganhar melhorias, como recarga sem fio de veículos elétricos e o fornecimento de conexão com a internet.

CUSTO PARA IMPLANTAÇÃO

Segundo os engenheiros chineses, o custo da implantação ainda é um empecilho para a expansão do projeto. Cada metro quadrado da estrada tecnológica custa aproximadamente US$ 458,00, equivalente a R$ 1.500,00.

 

China inaugura estrada solar e promete reduzir os índices de poluição no país - Construtora Laguna

 

A Agência Internacional de Energia acredita que as fontes renováveis continuarão crescendo com força nos próximos anos e, até 2022, a capacidade de energia oriunda delas deverá aumentar em 43%.

 

SELOS DE SUSTENTABILIDADE

A Construtora e Incorporadora Laguna também largou na frente em relação a questões ecológicas e de sustentabilidade,

 China inaugura estrada solar e promete reduzir os índices de poluição no país - Construtora Laguna

China inaugura estrada solar e promete reduzir os índices de poluição no país - Construtora Laguna

  

A construtora foi uma das primeiras a adotar preceitos sustentáveis ao planejar suas obras. Hoje, a Laguna é a empresa brasileira com mais selos de sustentabilidade na Região Sul do país, quatro no total, atenta ao padrão estabelecido pelo LEED, o mais importante selo verde de certificação e orientação ambiental para edificações, presente em 143 países.

No LLUM Batel, primeiro empreendimento pré-certificado LEED Gold no Brasil, os apartamentos são planejados para gerar economia de até 80 litros de água por dia.

 

China inaugura estrada solar e promete reduzir os índices de poluição no país - Construtora Laguna

 

Leia também: Laguna pagará um ano de condomínio para novos clientes

Deixar um comentário