Noruega constrói prédios que produzem energia além da demanda

Noruega constrói prédios energéticamente autossustentáveis - Construtora Laguna

A Noruega está entre os países com os invernos mais rigorosos do mundo, mas isso não a impede de desenvolver construções capazes de produzir, por meio de placas solares, uma quantidade maior de energia elétrica do que consomem. O grupo Powerhouse, formado por arquitetos, engenheiros, ambientalistas e designers em Oslo, é responsável pelo novo maior prédio energeticamente autossuficiente do país, o Powerhouse Brattørkaia.

O edifício comercial de oito andares fica na região central da cidade de Trondheim e será entregue ainda em 2019. Sua produção anual de energia será de 485 mil quilowatts por hora (kWh), o equivalente à demanda de, aproximadamente, 24 casas norueguesas. Por isso, além de gerar a energia consumida durante a construção, produção de materiais e operação, o Brattørkaia servirá também como uma miniusina para a rede pública da Noruega.

Noruega constrói edifícios que produzem energia além da demanda - Construtora Laguna

Juntamente com a captação de energia solar, a autonomia energética do projeto é viabilizada pela redução do consumo energético em 66%, em comparação com prédios similares. Para isso, o isolamento termoacústico foi fator de extrema importância, assim como a valorização de iluminação e ventilação naturais – diminuindo a necessidade de climatização – e a criação de poços de energia abaixo do prédio, que funcionam para gerenciar o calor de forma eficiente.

Powerhouse constrói prédio que produz energia além da demanda - Construtora Laguna

O propósito do Powerhouse não é apenas eliminar a emissão de carbono dos prédios, os quais, segundo a Comissão Europeia, são responsáveis por 40% do uso de energia e 36% das emissões de dióxido de carbono na EU, mas transformá-los em uma solução para os problemas climáticos. O próximo passo, segundo o grupo, é construir bairros que gerem mais energia do que consomem.

Noruega constrói prédios que produzem energia além da demanda - Construtora Laguna

Muitos dos recursos aplicados para a eficiência energética do Powerhouse Brattørkaia já podem ser encontrados também em construções no Brasil. O LLUM Batel, da Construtora Laguna, é o futuro residencial mais eficiente do país. Ele foi projetado para oferecer aproximadamente 30% de redução de consumo de água e conta com previsão de 20% de uso de materiais reciclados e 100% de madeira FSC.

Noruega constrói prédios que produzem energia além da demanda - LLUM Batel - Construtora Laguna

LLUM Batel

Os lançamentos ALMÁA Cabral e MAI Terraces serão capazes de produzir no próprio empreendimento, por meio de placas fotovoltaicas, cerca de 30% da eletricidade utilizada pelo condomínio. Ambos os residenciais também disponibilizarão pontos de recarga para bicicletas e carros elétricos, sendo que no ALMÁA essa demanda será totalmente suprida por energia solar.

Noruega constrói prédios que produzem energia além da demanda - ALMÁA Cabral - Construtora Laguna

ALMÁA Cabral

Noruega constrói prédios que produzem energia além da demanda - MAI Terraces - Construtora Laguna

MAI Terraces

Leia também: Além do meio ambiente: 5 benefícios de residências sustentáveis para a vida dos moradores

 

 

A Construtora e Incorporadora Laguna possui mais de 20 anos de atuação no mercado imobiliário e desde 1996 vem desenvolvendo empreendimentos únicos, de alto valor agregado.

Visite nosso site para saber mais construtoralaguna.com.br

Deixar um comentário