Residência sustentável em São Paulo

Casa sustentável em São Paulo - Laguna

O domingo de Oscar, dia 28 de fevereiro, trouxe não só a estatueta para Leonardo DiCaprio. Através de seu discurso, promoveu-se uma intensa reflexão sobre as formas com que lidamos com o meio ambiente.

Um bom exemplo de projeto neste contexto é a primeira casa brasileira com certificação Leed For Homes, construída há quatro meses na região metropolitana de Campinas.

Residência sustentável em São Paulo - Laguna

O proprietário explica que sua motivação foi muito além da diminuição de custos, a residência foi planejada para garantir a manutenção dos recursos naturais e cumprir sua função social de consumo consciente.

Placas Residência sustentável em São Paulo - Laguna

Entre as medidas implantadas estão o reaproveitamento de água da chuva para funções básicas da casa, utilização de eletrodomésticos que consomem 40% menos energia elétrica que os convencionais, iluminação em LED, pisos e revestimentos produzidos de forma sustentável e reciclados, além de sistema de aquecimento solar para chuveiro e placas fotovoltaicas para produção de energia. A residência tem capacidade de gerar 250 kWh de energia por mês.

A Laguna acredita que é possível associar sustentabilidade, economia e promoção de qualidade de vida. Neste ano, a construtora completa vinte anos de atuação no mercado imobiliário, sendo referência na construção de edifícios residenciais, comerciais e corporativos de alto padrão.

LEED Gold - Laguna

A construtora é pioneira na implantação de certificação ambiental com a conquista do LEED (Leadership in Energy and Enviromental Design) – o selo verde de maior reconhecimento internacional –, com o Condomínio Logístico São Carlos, em São Paulo, e o Edifício Iguaçu 2820, em Curitiba, e tem o primeiro residencial do Brasil a ter a pré-certificação LEED Gold, o LLUM BATEL.

LLUM Batel - Laguna

Leia também: Luminárias geométricas

Deixar um comentário