Projeto chinês une tecelagem de bambu, natureza e design

Projeto arquitetônico chinês une tecelagem de bambu, natureza e design

No extremo Sul da província de Iunã, na China, o escritório Funs Design deu vida a um projeto arquitetônico que une design, natureza, funcionalidade e a tradicional técnica da tecelagem de bambu. A seguir, confira detalhes do Chon Buri.

Chon Buri: arquitetura biofílica em meio a uma floresta tropical

Na floresta tropical Zaozhuang, distrito da República Popular da China, um inovador projeto toma forma: o Chon Buri. Em pleno berço da cultura étnica Dai, a construção evoca a tecelagem de bambu como uma rica e poderosa tradição regional.

Destaque do projeto, a técnica ressalta o charme e a singularidade da arte chinesa e se faz presente em duas estruturas diferentes: um centro de spa e um restaurante. Tais espaços são divididos por um corredor que conecta os acessos e que, ao mesmo tempo, confere privacidade a cada estabelecimento.

O Chon Buri tem como inspiração a floresta tropical da região, o que se reflete em cada detalhe do design. No restaurante, por exemplo, o design remete às folhas típicas da mata local e conecta espaços internos e externos, traçando uma conexão genuína com a natureza.

O centro de spa, por sua vez, adere a um design minimalista que proporciona uma atmosfera de tranquilidade aos visitantes. Outro elemento-chave do projeto Chon Buri é o pátio interno, circundado por árvores e tijolos vermelhos, aproximando espaços abertos e fechados e convidando a uma verdadeira imersão na natureza.

Leia mais: Projetos arquitetônicos mais esperados de 2023

Por dentro do complexo arquitetônico

Tecelagem de bambu

Projeto arquitetônico chinês une tecelagem de bambu, natureza e design
Tecelagem de bambu | Imagem: Retail Design

A começar pela tradicional tecelagem de bambu, a técnica do povo Dai se sobressai como uma forma de conectar ainda mais os ambientes construídos ao entorno. No projeto, a tecelagem integra diversas estruturas, como escadas, passarelas, um calçadão central e pilares arqueados de sustentação. A sensação é de que o complexo se funde perfeitamente ao ambiente natural que o cerca.  

A natureza em volta

No Chon Buri, natureza e arquitetura se confundem. No restaurante, destacam-se as pontes de madeira e pedras de ardósia dispostas artisticamente e envoltas por uma exuberante folhagem. Tanto a vegetação como a circulação de ar fresco conferem vida e aconchego aos interiores.

Em uma troca genuína com a fauna e a flora locais, o projeto preserva as casas de pássaros com uma cobertura natural circundante. Assim, o Chon Buri não apenas se conecta à natureza, mas também a respeita e preserva.

Materiais

Projeto arquitetônico chinês une tecelagem de bambu, natureza e design
Materiais naturais | Imagem: Retail Design

Em sua estrutura, o projeto arquitetônico prioriza, acima de tudo, os materiais naturais – o que evita as intervenções contrastantes na região. Além disso, móveis de madeira, estruturas de bambu, folhagens, pedras, valorização da luz natural e demais elementos naturais transportam os ocupantes para o coração da floresta tropical, reduzindo a sensação de se estar em uma construção artificial.

Através dessas estratégias, o projeto Chon Buri traz ao âmbito da arquitetura elementos e formas do mundo natural, ensinando maneiras passivas de incorporar o entorno às construções.

A natureza nos imóveis-arte Laguna

Os imóveis-arte Laguna também priorizam uma relação estreita entre a natureza e os espaços construídos. O TREVI Batel, por exemplo, possui duas torres baixas paralelas que respeitam o entorno, ao passo que estabelece uma conexão singular com as áreas verdes.

A natureza surge no edifício de dentro para fora, criando uma ambiência única e de aconchego para as residências. No projeto, o paisagismo contemporâneo faz referência aos jardins italianos, como se fossem uma extensão dos espaços.

Essa continuidade se dá por meio de volumosos arbustos floridos, jardineiras, muros revestidos com trepadeiras e os jardins do átrio, que compõem uma atmosfera tropical. Outro destaque é o uso de plantas nativas no paisagismo do TREVI Batel, incluindo azaleia branca, jardim-estrela e hera-japonesa, que adornam o térreo do empreendimento.

Já no KAÁ, onde a casa é também a própria paisagem, o entorno é incorporado organicamente à construção, em um imóvel-arte circundado de mata e natura. No residencial, casas suspensas dialogam com a região a partir de espaços-terraços, a melhor insolação possível e uma inconfundível vista para o bosque da Copel.

Praças Lounge do KAÁ
Lounges da Praça Superior – KAÁ

Na Galeria Laguna, eleita o edifício mais sustentável do mundo, é possível conversar com nossos consultores e conhecer em detalhes os diferenciais dos imóveis-arte Laguna e sua integração com a natureza. Localizado na Av. do Batel, 1713, o espaço recebe clientes e visitantes de segunda a sábado, das 9h às 20h, e aos domingos, das 10h às 17h. Aguardamos a sua visita!

Desde 1996, a Construtora e Incorporadora Laguna vem desenvolvendo empreendimentos únicos, que possuem arquitetura diferenciada e design inovador. Além disso, somos a construtora com mais projetos sustentáveis do Sul do país. Saiba mais

Conheça mais sobre a Laguna

Deixar um comentário