Folhas de bananeira substituem embalagens plásticas em supermercados asiáticos

Folhas de bananeira substituem embalagens plásticas na Ásia - Construtora Laguna

Se a população mundial não adotar hábitos mais sustentáveis, o oceano terá mais plástico do que peixes até 2050, segundo o Fórum Econômico Mundial de Davos. Buscando mudar este cenário, supermercados asiáticos passaram a adotar folhas de bananeira como alternativa às embalagens plásticas para revestir frutas e legumes.

A iniciativa surgiu no Rimping Supermarket de Chiangmai, na Tailândia, e teve repercussão muito positiva por parte dos consumidores. Por se tratar de uma solução simples, eficaz e economicamente viável ­– já que folhas de bananeiras são abundantes em climas tropicais –, diversos estabelecimentos de outros países da região também aderiram à ideia.

Folhas de bananeira substituem embalagens plásticas - Construtora Laguna

Além da ampla disponibilidade, outros motivos fazem da folha de bananeira uma escolha inteligente. Totalmente orgânicas e até mesmo com estética atrativa, as folhas são grossas, largas e flexíveis, permitindo que sejam enroladas e dobradas com facilidade e sem quebrar. Ainda suportam variações de temperaturas, mantendo suas características naturais em ambientes refrigerados, e são à prova d’água, já que sua superfície não absorve umidade.

Para o meio ambiente, as vantagens são ainda mais relevantes. A decomposição da matéria orgânica acontece naturalmente em apenas algumas semanas, sendo que sua compostagem libera nutrientes no solo, deixando-o mais rico. Já o plástico resiste por centenas de anos na natureza, apresentando perigo para diversas espécies de animais.

Segundo o supermercado, esta é apenas uma das medidas que podem ser tomadas para atingir o objetivo de tornar todas as prateleiras livres de plástico. As novas embalagens ecológicas do setor de hortifrúti podem contribuir para que outros fornecedores se atentem à importância de buscar novas alternativas que possam ser reproduzidas em larga escala, inclusive em regiões onde a bananeira não é tão comum.

Cabe também aos consumidores demonstrar sua preferência por marcas eco-friendly e embrulhos sustentáveis para que, aos poucos, o plástico seja substituído. Além de uma atitude ambientalmente responsável, a prática cria uma experiência mais agradável, permitindo que o aroma dos produtos seja sentido no momento da compra.

Folhas de bananeira substituem embalagens plásticas em supermercados asiáticos - Construtora Laguna

No Vietnã, diversas redes de supermercados estão seguindo os passos do Rimping Supermarket, além de aplicar novas medidas. Entre elas, a Big C, que oferece aos compradores sacos biodegradáveis feitos com pó de milho.

Outro exemplo é o Lotte Mart, que declarou estar em fase de testes com as folhas de bananeiras, mas que o plano é utilizá-las em todo o país, não apenas para embalar vegetais, como também carne fresca. Além disso, a rede vende canudos de papel e caixas de alimentos feitas com resíduos de cana-de-açúcar, e o plástico está sendo substituído por papel nas embalagens de ovos.

Leia também: Exemplo de sustentabilidade: Costa Rica busca se tornar neutra em carbono e eliminar o plástico descartável

Desde 1996, a Construtora e Incorporadora Laguna vem desenvolvendo empreendimentos únicos, que possuem arquitetura diferenciada e design inovador. Além disso, somos a construtora com mais projetos sustentáveis do Sul do país. Visite nosso site e saiba mais: http://construtoralaguna.com.br/

Conheça mais sobre a Laguna

Deixar um comentário