ECONYL: conheça a tecnologia autossustentável que está sendo utilizada para a produção de tapetes

A redução de resíduos é uma questão cada vez mais relevante para empresas que buscam atuar com responsabilidade ambiental. Não só isso, algumas marcas já encontram soluções que reutilizam os materiais descartados, contribuindo para a preservação do planeta. É o caso da Aquafil, que desenvolveu uma tecnologia inovadora para a produção de nylon chamada ECONYL®.

A técnica utiliza materiais residuais como matéria-prima para a fabricação de uma fibra que apresenta as mesmas características e desempenho daquela feita a partir do petróleo e tem o potencial de ser reutilizada indefinidamente, mantendo a qualidade.

Redes de pesca, retalhos de tecido, tapetes antigos e resíduos industriais de aterros sanitários e oceanos em todo o mundo são recuperados e passam por um processo radical de regeneração e purificação, fazendo com que os resíduos de nylon voltem à sua pureza original e se transformem em nylon virgem.

A ideia surgiu a partir da iniciativa “Healthy Seas”, uma parceria de 2013 entre a italiana Aquafil e duas ONGs. Mais de cem mergulhadores passaram a mergulhar voluntariamente pelos mares europeus Mediterrâneo, do Norte e Adriático com o objetivo de recolher todo o lixo que fosse encontrado e, assim, fornecer insumos para a produção da fibra sintética regenerada.

Atualmente, o ECONYL® já é utilizado por diversas marcas de referência no mundo da moda, por exemplo Gucci, Stella McCartney e Prada – que anunciou recentemente planos de ter todos os seus produtos fabricados com o material até 2020.

Seguindo a tendência, o setor de interiores também percebeu a importância de encontrar soluções sustentáveis e passou a utilizar o fio para a produção de tapetes e carpetes. Entre as marcas brasileiras adeptas do nylon regenerado está a Punto e Filo, que produz artesanalmente o modelo “Inhotim”, utilizando a técnica do ponteamento manual. Além dela, a Decoralle lançou recentemente a coleção “Brasil: Um colar de cores”, em que todos os tapetes são produzidos com a tecnologia.

Impactos do ECONYL para o meio ambiente

Segundo Martina Santoni, responsável pela comunicação da Aquafil, cerca de 640.000 toneladas de redes de pesca são deixadas nos oceanos por ano, colocando em risco a fauna marinha. Com a produção do nylon regenerado, aproximadamente 45 mil toneladas de materiais residuais são reaproveitadas anualmente.

Além da redução de resíduos, a técnica inovadora contribui também com a contenção do aquecimento global. A cada 10 mil toneladas produzidas de matéria-prima ECONYL®, 70 mil barris de petróleo bruto são poupados e 57.100 toneladas de CO² deixam de ser emitidas no meio ambiente. Comparando com a produção tradicional dos fios, a emissão de gases poluentes é reduzida pela metade.

Leia também: Folhas de bananeira substituem embalagens plásticas em supermercados asiáticos

A Construtora e Incorporadora Laguna possui mais de 20 anos de atuação no mercado imobiliário e desde 1996 vem desenvolvendo empreendimentos únicos, de alto valor agregado.

Visite nosso site para saber mais construtoralaguna.com.br

Deixar um comentário